sexta-feira, 24 de abril de 2009

Só sentimos alguma coisa quando se abate uma tragédia sobre nós? Só nos sentimos tristes quando soubemos que fomos um dia felizes mas que perdemos essa mesma felicidade?

O facto de não sentir nada neste momento é sinal de felicidade?

A felicidade é aborrecida.

terça-feira, 14 de abril de 2009

E assim o messias se ergue das cinzas com forças não-renovadas para voltar a carregar em si o peso do mundo. Do seu mundo, do mundo dela, e de todo o mundo em redor dos seus mundos. Ela é uma fragil flor que carrega em si o fardo do passado, mas o messias raquitico carrega em si o peso do futuro e do presente, e não é muito mais forte que um arbusto. Tudo para proteger a flor.

Que desfecho terá a história? Por quanto tempo a flor estará protegida? Quando é que inevitavelmente os Tempos se abaterão sobre ambos fazendo tombar os mundos?

...

Seria tão bom se fosse apenas uma história...

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Life is emptyness, emptyness is void, void is nothingness... And so my life purpose is be nothing; be dead.